Polícia Militar desencadeia Operação Natal 2017 em todo o estado durante o mês de dezembro

Por Redação 02/12/2017 - 20:41 hs
Foto: Soldado Feliphe Aires
Em todo o Paraná, a Polícia Militar lança nesta sexta-feira (1) a Operação Natal 2017 para reforçar as atividades de policiamento preventivo por conta da maior circulação de dinheiro e de pessoas com a proximidade das festas natalinas e do Ano Novo. O objetivo é evitar o cometimento de crimes, principalmente furto e roubo. Os trabalhos de reforço seguem até o dia 23 de dezembro (sábado) e, na Capital, contam com 150 policiais a mais em cada turno de serviço; as outras regiões do Paraná somam um efetivo de mil policiais no reforço.

O secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, lembrou que a PM atua diuturnamente no combate à criminalidade e no final do ano, com a proximidade do Natal e do Ano Novo, intensifica as ações preventivas. “O lançamento da Operação Natal é para atender o aumento de pessoas na região central, nas áreas de comércio, pois há mais dinheiro circulando e isso também chama atenção dos oportunistas”, explicou.

O planejamento envolve os seis Comandos Regionais da PM distribuídos em todo o estado, por meio das suas respectivas unidades de área (Batalhões e Companhias Independentes), com as atenções voltadas às regiões de comércio a fim de evitar crimes como roubos, furtos e outros tipos de delitos. Para coibir a criminalidade, a PM emprega todos os meios disponíveis para reforçar a segurança, entre viaturas, motos, equipes hipomóveis e helicópteros.

O lançamento da operação em Curitiba foi na Praça Rui Barbosa às 14 horas com a presença dos comandantes de unidades, oficiais e das tropas representativas que integram a operação. “Estamos reforçando o trabalho com efetivos administrativos e readequação das escalas de serviço das 8 horas da manhã até as 23 horas, quando o comércio estará fechando as portas”, explicou o Subcomandante-Geral da PM, coronel Arildo Luis Dias.

A presença das equipes policiais se dará nos locais previamente estabelecidos que possuem maior circulação de pessoas e tráfego de veículos. A atuação da PM também acontece com policiamento presença em pontos estratégicos em eixos comerciais, áreas com agências bancárias e terminais de transporte coletivo. Caso haja situações de flagrante delito, serão efetuados os encaminhamentos necessários de acordo com cada caso.

Na Capital está sendo aplicado o policiamento a pé principalmente áreas comerciais, a partir das 14 horas desta sexta-feira até dia 23 de dezembro. Também haverá policiamento motorizado com viaturas para dar apoio às equipes a pé. O patrulhamento a pé ficará focado na região Central. Somente em Curitiba, o efetivo de reforço é de 150 policiais militares a cada turno.

O trânsito urbano e rodoviário também recebe reforço de fiscalização pelo Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) na Capital, pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) nas rodovias estaduais, e pelos Pelotões de Trânsito das unidades de área nos demais municípios do estado. A atuação será para evitar crimes de trânsito, como excesso de velocidade e embriaguez ao volante, bem como conscientizar os motoristas e demais usuários das vias sobre a prática de direção defensiva a fim de evitar acidentes e mortes. Os trabalhos acontecerão diuturnamente, e serão reforçados nos finais de semana e feriados.

Durante a operação, a PM atua de maneira integrada com outros órgãos de segurança pública em ações distintas, com fiscalização e abordagens em locais pré-determinados por meio de uma análise criminal em Curitiba, na Região Metropolitana e nas cidades do Interior do estado. 

Os militares estaduais fazem também abordagens a pessoas e veículos suspeitos, bem como vistorias e fiscalizações em estabelecimentos comerciais que possuem registros de ocorrências. Toda a operação foi planejada de acordo com os levantamentos feitos previamente pelo Setor de Inteligência da corporação. 

As proximidades dos terminais de ônibus e estações tubo, que também possuem grande movimentação essa época do ano, recebem a presença constante da Polícia Militar, com conjunto com os órgãos municipais, a fim de coibir crimes. 

As unidades especializadas da corporação desempenharão papel de recobrimento de área, somando-se ao trabalho feito pelos Batalhões e Companhias Independentes, atuando em missões específicas. Nesse esquema de segurança participam o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), com suas seis subunidades; o Batalhão de Polícia Ambiental (BPMA); o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv); o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran); o Regimento de Polícia Montada (RPMon); o Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC); o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA); a Academia Policial Militar do Guatupê (APMG) e o Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd).