magalu

Porecatu - Bandidos invadem UBS e levam vacinas mas deixam doses anti-covid

Prefeito acredita que criminosos pretendiam roubar imunizantes contra coronavírus. Prejuízo pode chegar a R$ 20 mil.

Por Redação em 01/05/2021 às 11:31:32

A UBS Maria Cristina Tavian, uma das quatro Unidades Básicas de Saúde do município, que fica na região metropolitana de Londrina foi invadida na madrugada de quinta-feira. Na ação, 34 frascos de vacinas contra diversas doenças, como varicela, meningite e tríplice viral, foram roubados. O local não tem câmeras de segurança e a equipe de saúde só percebeu o ocorrido quando um funcionário chegou para o trabalho na manhã de quinta-feira.

Mas, de acordo com o prefeito de Porecatu, Fabio Luiz Andrade, os imunizantes anti-covid, que estavam guardados no mesmo freezer que as demais vacinas, foram deixados no local. Ele acredita que houve uma confusão no momento da ação criminosa, que fez com que os frascos da Coronavac, destinados à vacinação de idosos com 62 anos, não fossem roubados.

O público-alvo receberia a aplicação do imunizante ainda na quinta-feira, mas a ação teve que ser suspensa, porque, segundo ele, as doses podem ter sido comprometidas durante o roubo, já que a porta do congelador em que as vacinas são armazenadas ficou aberta. A 17ª Regional de Saúde vai analisar as unidades para verificar se elas ainda podem ser usadas para atender à população.

O prejuízo com o furto dos imunizantes é de cerca de R$20 mil. O prefeito lamenta a situação e afirma que quem perde é a população. Um dos reflexos, para os cidadãos de Porecatu, é o atraso no cronograma de vacinação contra Covid-19, que fica no aguardo de uma posição da 17ª Regional.

A sala na qual as vacinas são alocadas foi isolada pela polícia, que investiga o caso, mas as outras instalações da UBS estão funcionando normalmente. Andrade afirma que uma equipe deve ainda fazer a coleta de impressões digitais para dar continuidade à procura pelos suspeitos do crime, além de buscar imagens em câmeras de segurança nas proximidades do local.

Segundo o prefeito de Porecatu, geralmente, as doses ficam guardadas no Hospital Municipal, que tem vigilância 24 horas. No entanto, as vacinas contra o coronavírus foram transferidas para a UBS Maria Cristina Tavian com o objetivo de proporcionar mais agilidade na aplicação do imunizante.





Fonte: Radio CBN, em Veja Alvorada

magalu 2
magalu 3