Cidades MPPR

Justiça defere pedido do MPPR e afasta das funções presidente da Câmara de Centenário do Sul denunciado no âmbito da Operação Hera

Por Redação

28/09/2022 às 17:59:39 - Atualizado há

A partir de denúncia criminal apresentada pelo Ministério Público do Paraná, o presidente da Câmara de Vereadores de Centenário do Sul, que também é servidor municipal, deve ser afastado das funções liminarmente por 120 dias e do cargo no Executivo por tempo indeterminado. O MPPR sustenta que ele e outras nove pessoas estariam em um esquema de desvio de recursos públicos da Associação de Proteção à Maternidade, Infância e Família de Centenário do Sul (APMIF) – teriam sido desviados perto de R$ 4 milhões das contas da entidade.

Crimes – Como destaca a liminar, deferida nesta quarta-feira, 28 de setembro, pelo Juízo Criminal da Comarca, "restou evidente o justo receio de que [...] esteja utilizando de sua função pública e o mandato de vereador para a prática de infrações penais, seja recebendo dinheiro público de forma ilícita, seja solicitando vantagem indevida em razão de sua função, configurando, em tese, crimes de altíssima periculosidade contra a administração pública – vide denúncia – em geral e prejudicando a população centenariense como um todo". Além do vereador, outros seis denunciados vinculados ao Município e à APMIF já haviam sido afastados cautelarmente dos cargos/funções.

A denúncia foi proposta pelo MPPR por meio da Promotoria de Justiça de Centenário do Sul, a partir da Operação Hera, executada com a Polícia Civil em junho, que culminou com o cumprimento de 17 ordens de busca e apreensão e uma prisão em flagrante. São atribuídos aos denunciados os crimes de peculato e associação criminosa.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Veja Paraná

© 2022 Veja Paraná - Todos os direitos reservados.
Jornalista responsavél Mauricio Santos MTB 0012220/PR

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Veja Paraná