Polícia caminhoneiros

Diretoria da PRF nega ter se omitido e permitido bloqueios em rodovias

PRF deu entrevista coletiva para tratar das ações para garantir a livre circulação nas rodovias brasileiras - Antonio Cruz/Agência...

Por Redação

01/11/2022 às 17:48:35 - Atualizado h√°

PRF deu entrevista coletiva para tratar das a√ß√Ķes para garantir a livre circula√ß√£o nas rodovias brasileiras - Antonio Cruz/Ag√™ncia Brasil

Paralisação de 2018

A velocidade com que os manifestantes tomaram as rodovias levou os diretores da PRF a comparar a atual situa√ß√£o com a paralisa√ß√£o de caminhoneiros, em maio de 2018. Segundo eles, desta vez, o movimento ganhou corpo mais velozmente. Porém, a exemplo de quatro anos atr√°s, as autoridades ainda n√£o identificaram as lideran√ßas dos protestos.

"Em 2018, tivemos uma [semelhante] escalada da quantidade de interdi√ß√Ķes após o quinto dia. Agora, foram menos de 24 horas", comentou o diretor de Opera√ß√Ķes, Djairlon Henrique Moura, ao falar sobre as dificuldades de deslocar agentes para todos os pontos de concentra√ß√£o de manifestantes. "É uma opera√ß√£o muito complexa. Só quem j√° participou de uma opera√ß√£o destas, como eu, em 2018, sabe o quanto é dif√≠cil. H√° pontos com até 500 manifestantes. Carretas com até 80 toneladas paradas sem a chave e sem conseguirmos identificar o condutor. H√° crian√ßas de colo, mulheres, idosos?", acrescentou Moura, explicando que os policiais rodovi√°rios federais s√£o orientados a agir "com bastante parcimônia", procurando resolver a situa√ß√£o por meio do di√°logo a fim de evitar conflitos.

A√ß√Ķes

Os diretores da PRF afirmam que, até a meia-noite de ontem (31), os policiais rodovi√°rios federais j√° haviam aplicado 182 multas de tr√Ęnsito a pessoas flagradas obstruindo rodovias. As puni√ß√Ķes administrativas podem variar de R$ 5.869,40 para quem utilizar ve√≠culos para bloquear rodovias a R$ 17.608,20 para quem estiver organizando as interdi√ß√Ķes. Além disso, as autua√ß√Ķes podem servir de provas em a√ß√Ķes judiciais que podem resultar em outras puni√ß√Ķes.

"Todas as informa√ß√Ķes est√£o sendo coletadas e uma das medidas adotadas no protocolo de desobstru√ß√£o [das rodovias] é fotografar as placas [dos ve√≠culos] e identificar as lideran√ßas do movimento. Posteriormente, estas informa√ß√Ķes ser√£o repassadas aos ju√≠zes que emitiram os interditos proibitórios e ao TSE", declarou o diretor-executivo, Marco Antônio Territo, que substituiu o diretor-geral, Silvinei Vasques, à frente da coletiva. Segundo a assessoria da PRF, Vasques n√£o participou da conversa com os jornalistas por ter sido convocado pelo ministro da Justi√ßa e Seguran√ßa P√ļblica, Anderson Torres, para tratar das medidas necess√°rias para liberar as rodovias.

Ainda segundo Territo, manifestantes j√° foram presos, embora o n√ļmero exato ainda esteja sendo levantado. Além disso, de acordo com o corregedor-geral, Wendel Benevides Matos, policiais que aparecem em v√≠deos divulgados nas redes parabenizando os manifestantes que bloqueiam rodovias ou afirmando que a PRF n√£o atuar√° para tir√°-los das vias j√° est√£o sendo investigados.

"A PRF age no cumprimento da lei. N√£o apoia a ilegalidade ou o fechamento de rodovias federais. Os casos que tem aparecido na internet j√° foram identificados e a Corregedoria-Geral j√° instaurou um procedimento para verificar se houve algum desvio de conduto", afirmou o corregedor.

Comunicar erro

Coment√°rios Comunicar erro

Veja Paraná

© 2023 Veja Paraná - Todos os direitos reservados.
Jornalista Responsável Mauricio Santos // [email protected]

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Veja Paraná