Saúde

Paraná receberá 53,6 mil vacinas contra a Covid-19 para crianças de seis meses a dois anos

Até o momento a vacinação era indicada somente para pessoas acima de três anos. Imunizantes chegam nesta sexta-feira e a previsão é que sejam entregues para as 22 Regionais de Saúde até o fim da próxima semana.

Por Redação

09/11/2022 às 17:49:35 - Atualizado há
Paraná receberá 53,6 mil doses para vacinar contra a Covid-19 crianças de seis meses a dois anos Foto: Gilson Abreu/AEN

O Ministério da Saúde (MS) divulgou a programação de envio do primeiro lote de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer BioNTech, para crianças de seis meses a dois anos (2 anos, 11 meses e 29 dias). Neste primeiro envio será destinado ao Paraná 53.600 doses, a serem entregues nesta sexta-feira (11). Até o momento a vacinação era indicada somente para pessoas acima de três anos.

O voo LA-3270 desembarcará no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 7h. De lá, as doses serão encaminhadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para conferência, armazenamento e definição de logística para distribuição. A estimativa do Cemepar é que estes imunizantes possam ser entregues para as 22 Regionais de Saúde até o fim da próxima semana.

"O Paraná está preparado para iniciar a imunização assim como esteve durante toda a campanha de vacinação contra a Covid-19", afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. "O Estado conta com a colaboração das equipes municipais da saúde e da população, sejam pais, mães ou responsáveis, para que levem essas crianças até um ponto de vacinação e ajudem a reforçar a proteção contra o vírus".

Segundo a Nota Técnica nº 114/2022 do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis (DEIDT) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do MS, o esquema primário de vacinação deverá conter três primeiras doses, sendo que as duas primeiras devem ser administradas com intervalo de quatro semanas e a terceira dose após oito semanas da segunda aplicação.

A recomendação do DEIDT é vacinar, neste primeiro momento, somente o público com comorbidades. A Secretaria da Saúde estima que o Paraná possua cerca de 377.704 crianças nesta faixa etária, sendo que destas, aproximadamente 10% possuem algum tipo de comorbidade.

Assim, a Sesa solicitou ao Ministério da Saúde um quantitativo de 1,4 milhão de imunizantes para este público. Com a remessa que chegará ao Estado, com 53,6 mil doses, o Paraná conseguirá imunizar cerca de 17,8 mil crianças – assegurando as três doses do esquema primário.

"Visto que estamos recebendo uma pequena parcela do quantitativo necessário para atingir toda essa faixa etária, vamos orientar os municípios que iniciem primeiramente a vacinação de crianças com comorbidades e depois avançaremos para a imunização do público em geral, como já fizemos anteriormente", explicou o secretário.

DADOS – Ainda segundo a Nota Técnica, com base nos dados analisados de incidência de casos e óbitos por Covid-19, observa-se que o risco de casos graves da doença diminui com a redução da faixa etária, porém o risco de agravamento aumenta em crianças menores de dois anos, chegando a ultrapassar a taxa de mortalidade do público entre três e 19 anos. No Paraná, desde o início da pandemia, foram registrados 2.743.247 casos e 45.211 óbitos, destes 56.733 casos e 41 óbitos no público menor de três anos.

HISTÓRICO – A vacinação contra a Covid-19 iniciou no Paraná em janeiro de 2021, quase um ano após a confirmação dos primeiros casos da doença em solo paranaense. No início, o primeiro grupo contemplado incluía profissionais de saúde, seguido de grupos de risco e faixas etárias em ordem decrescente, iniciando pelos idosos.

Atualmente, além da vacinação com a primeira dose (D1) para pessoas acima de três anos, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) também recomenda a segunda dose de reforço (R2) para pessoas com 40 anos ou mais.

Já com relação a vacinação de crianças, em janeiro deste ano o MS incluiu a vacina pediátrica da Pfizer para crianças de cinco a 11 anos e a vacina CoronaVac pediátrica para a faixa etária de seis a 17 anos. Em julho, a vacina CoronaVac teve o público ampliado para crianças de três a cinco anos, e dois meses depois, em setembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a inclusão do público de seis meses a quatro anos para imunização com a Pfizer pediátrica. Chega agora à faixa de seis meses a dois anos.

VACINÔMETRO – Segundo os dados do Vacinômetro Nacional, o Paraná já aplicou 27.876.265 imunizantes contra a Covid-19. Destes, 10.179.981 foram primeiras doses (D1); 9.378.983 segundas doses (D2); 338.346 doses únicas (DU); 6.115.097 primeiras doses de reforço (REF); 1.414.520 segundas doses de reforço (R2); e 449.338 doses adicionais (DA).

A cobertura vacinal do público de três e quatro anos para D1 é de 23,63%. Já para D2, a porcentagem é de 9,55%. Este grupo ainda não possui indicação para doses de reforço. Para a população acima de cinco anos, a cobertura para D1 e DU é de 97,86% e para D2 de 92,38%. Para a REF, a porcentagem é de 63% e para a R2 cerca de 23%.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Veja Paraná

© 2022 Veja Paraná - Todos os direitos reservados.
Jornalista responsavél Mauricio Santos MTB 0012220/PR

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Veja Paraná