Polícia Padre Cido, encontrado morto

Padre é encontrado morto dentro de igreja no Paraná

Padre que dizia ser perseguido por declarar voto em Lula é encontrado morto com corte na garganta

Por Redação

22/11/2022 às 09:28:23 - Atualizado há
O padre do PR, José Aparecido Bilha foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (21) no quintal da casa paroquial em Guaíra, no Oeste do Paraná. O padre estava com um corte profundo no pescoço e, ao lado do corpo, tinha uma faca.

A polícia trabalha no caso com a hipótese de suicídio.

O Padre Cido, como era conhecido, tinha 63 anos de idade e em março completou 28 de ordenação sacerdotal. Atuou no Seminário São Cura d"Ars, em Quatro Pontes, como promotor vocacional e diretor espiritual (1996-2000) e também como reitor (2000-2001). Nesse mesmo período foi vigário paroquial na Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Quatro Pontes.
Entre 2002 e 2003, Bilha se especializou em Bogotá, na Colômbia. Em 2016 foi designado para acompanhar a formação seminarística junto ao Seminário São João Paulo II (Teologia), em Curitiba, permanecendo até o final de 2019, quando atuou como pároco junto à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Guaíra.

Fiéis dizem que ele estava sendo ameaçado e sofrendo pressão política por ter declarado voto em Lula. No sábado, houve uma reunião de empresários do agronegócio na cidade.
Num grupo de WhatsApp de moradores a que a imprensa teve acesso, um homem que pediu para não ter a identidade revelada escreveu o seguinte: "Somos 35 mil habitantes, e a cidade é praticamente 95% bolsonarista. Vivemos reclusos, não postamos nada, não podemos ir na avenida comemorar a vitória do presidente, eles ficaram em seus caminhões fazendo rondas armados pra intimidar qualquer comemoração. Ele foi achado no pátio da igreja, como se alguém tivesse chamado e ele foi atender. Acho que essa história de suicídio é pra mascarar um homicídio", disse.
Um bolsonarista reagiu à morte de Bilha da seguinte maneira: "Se era vermelho, menos um".

Mensagem no grupo de WhatsApp de Guaíra sobre a morte do padre: %u201CSe era vermelho, menos um%u201D.


A Diocese de Toledo, por meio de seu bispo diocesano, D. João Carlos Seneme, se manifestou por meio de nota:

"A Diocese de Toledo, por meio de seu bispo diocesano, D. João Carlos Seneme, e seu clero, manifestam o profundo pesar pelo falecimento do Pe. José Aparecido Bilha, 63 anos. Ele estava no exercício de seu ministério como pároco da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Guaíra, e foi encontrado morto por funcionários na abertura do expediente desta segunda-feira, 21 de novembro. Externamos condolências à família Bilha e à comunidade católica de Guaíra, especialmente desta paróquia, que foram surpreendidos pela triste notícia.
Informamos ainda que o caso está sendo investigado pelas autoridades de segurança pública e acompanhado pela Diocese. Rogamos a Deus que, na sua misericórdia, acolha este irmão no sacerdócio que dedicou sua vida pelo bem dos fiéis."

Está sendo velado na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Assis Chateaubriand, o corpo do padre José Aparecido Bilha, de 63 anos.

Nota do Município de Guaíra

O Município de Guaíra vem a público externar os sentimentos pelo falecimento do padre José Aparecido Bilha, Pároco da Igreja Católica Nossa Senhora Aparecida desta cidade.

É com pesar que o Município recebeu essa triste notícia. E presta condolências a todos os fiéis, amigos, familiares e comunidade, em geral, em relação a partida do padre Aparecido, conhecido carinhosamente como padre Cido.

O poder público é laico, mas, preza pelo bom relacionamento e parceria com as comunidades religiosas da cidade. Recentemente o Município de Guaíra, teve a honra de contar com a presença do padre Cido, na benção do XXIII Torneio Internacional de Pesca Esportiva e em uma das celebrações do Dia de Finados no Cemitério Central.

O Município deixa expresso a gratidão pelos trabalhos prestados do padre Cido à comunidade de Guaíra.

O sepultamento ocorrerá no cemitério daquele município logo após cerimônia religiosa marcada para as 15h00.

Comunicar erro

Comentários Comunicar erro

Veja Paraná

© 2022 Veja Paraná - Todos os direitos reservados.
Jornalista responsavél Mauricio Santos MTB 0012220/PR

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Veja Paraná