Covid19 novo coronavírus covid-19

Covid-19: Butantan detecta em SP nova variante derivada da Ômicron

O Centro para Vigilância Viral e Avaliação Sorológica, com sede no Instituto Butantan, identificou pela primeira vez no Brasil a

Por Redação

22/11/2022 às 15:13:23 - Atualizado h√°

O Centro para Vigil√Ęncia Viral e Avalia√ß√£o Sorológica, com sede no Instituto Butantan, identificou pela primeira vez no Brasil a sublinhagem BN.1 da variante ômicron do novo coronav√≠rus. A variante foi detectada em uma moradora de 38 anos da cidade de S√£o Paulo no √ļltimo dia 27 de outubro.

Segundo o centro, a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) n√£o considera a BN.1 uma variante de grande preocupa√ß√£o, mais transmiss√≠vel, e, por isso, n√£o deve provocar impacto significativo no n√ļmero de casos no estado de S√£o Paulo.

A BN.1 foi descrita primeira vez no sistema Pango de linhagens do Sars-CoV-2, na √ćndia, em 28 de julho. Atualmente, é encontrada principalmente nos Estados Unidos, que registrou 16% de todas as amostras de BN.1 encontradas no mundo. No Reino Unido foram detectados 15% dos casos de covid-19 causados pela variante, na Áustria, 14%, na Austr√°lia, 14%, e na √ćndia 11%.

Além da BN.1 circulam no estado outras sublinhagens da Ômicron, como a XBB.1 e CK.2.1.1. No entanto, elas n√£o demonstram for√ßa para sobrepor a BQ.1.1, uma das respons√°veis pela nova onda de contamina√ß√Ķes no Brasil e em outras partes do mundo.

Comunicar erro

Coment√°rios Comunicar erro

Veja Paraná

© 2022 Veja Paraná - Todos os direitos reservados.
Jornalista responsavél Mauricio Santos MTB 0012220/PR

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Veja Paraná