magazine luiza 1 728 x 90

UEL recebe mais de R$ 1 milhão para melhorias na parte el√©trica do Museu Hist√≥rico de Londrina

A expectativa √© que o processo licitat√≥rio seja conclu√≠do at√© o final do ano, com as obras sendo iniciadas imediatamente a partir da contratação da empresa.

Por Mauricio Santos em 15/05/2023 às 17:39:22
UEL recebe mais de R$1 milhão para melhorias na parte elétrica do Museu Histórico de Londrina Foto: O Perobal/UEL

UEL recebe mais de R$1 milhão para melhorias na parte elétrica do Museu Histórico de Londrina Foto: O Perobal/UEL

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ensino Superior, Ci√™ncia e Tecnologia (Seti), confirmou a liberação de recursos para custear obras de revitalização na parte elétrica do Museu Histórico de Londrina Padre Carlos Weiss, órgão suplementar da Universidade Estadual de Londrina (UEL), respons√°vel pela salvaguarda de parte da memória e do patrimônio histórico de Londrina. O Termo de Execução, no valor de R$ 1.125.500,00, foi publicado no Di√°rio Oficial do Estado na última terça-feira (9). Estes recursos serão utilizados pela Universidade para as obras de reforma da parte elétrica do prédio, que deverão ser feitas por empresa licitada, totalizando R$ 1.508.763,00. A expectativa é que o processo licitatório seja concluído até o final do ano, com as obras sendo iniciadas imediatamente a partir da contratação da empresa.

Os recursos foram liberados via dotação orçament√°ria da Unidade Gestora do Fundo Paran√° (UGF). A liberação só foi possível a partir de um projeto custeado com recursos da ordem de R$ 350 mil, repassados h√° cerca de dois anos. A obra dever√° contemplar todas as instalações elétricas, substituindo a rede de fiação, pontos de distribuição de energia, circuitos, caixas de passagem, condutores etc.

Para a reitora da UEL, Marta Favaro, a reforma atende a uma das grandes prioridades da Instituição hoje, que busca de forma ativa vias de financiamento, a partir da elaboração de projetos pelos setores envolvidos e pela equipe técnica da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan). "O Museu abriga a história de Londrina e região, é espaço de formação histórica e cultural dos nossos estudantes e da rede de educação b√°sica", disse Marta Favaro. "Permite que a comunidade de Londrina e região, do Brasil, e inclusive visitantes internacionais possam conhecer mais como foi a construção da nossa história. Essa reforma dar√° segurança maior para o trabalho desenvolvido, para a comunidade que usa, para todos aqueles que acessam o Museu como um espaço de formação histórica e cultura", afirma.

Segundo a diretora do Museu, Edmeia Ribeiro, as obras t√™m o objetivo de prever a modernização e segurança de um dos mais importantes patrimônios culturais do Paran√°, administrado pela Universidade. Ela explica que o prédio foi construído na década de 1950 e passou por reformas na estrutura física nos últimos anos, mas ainda necessita de reparos urgentes na parte elétrica para modernização. "Posteriormente, o espaço poder√° receber instalação de equipamentos de refrigeração para que o acerto histórico não seja colocado em risco".

REVITALIZAÇÃO - O Museu guarda mais de 50 mil peças, livros, revistas, jornais, obras de arte, fotografias, microfilmes, fitas, mapas e outros materiais que representam a memória de Londrina e região. Segundo a professora Edmeia Ribeiro, esta reforma começou a ser gestada tão logo ela tomou posse na direção do órgão, em 2019. Na época, a Associação dos Amigos do Museu Histórico de Londrina (ASAM), órgão privado criado para contribuir com a preservação do museu, era presidida pelo ex-professor da UEL Anísio Ribas Bueno Neto, que, juntamente com a empres√°ria Elenice Dequech, manifestaram a necessidade da revitalização da infraestrutura elétrica do prédio.

Os primeiros recursos chegaram em 2020. O processo licitatório acabou prejudicado pela pandemia da Covid-19, sendo retomado no ano passado, quando a Universidade, por meio da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan) conseguiu concluir o projeto. A partir deste ano, a Administração da UEL retomou contato para levantar os recursos visando à reforma. No m√™s passado, a deputada Cloara Pinheiro confirmou a liberação do dinheiro, via Termo de Execução.

Esse montante dever√° se somar aos recursos liberados anteriormente. Houve, ainda, um aditivo de R$ 87,5 mil, via Fundo Paran√°. "É uma obra importante porque vai garantir a segurança do Museu, que é a guarda do nosso patrimônio. São v√°rios acervos, desde documentos, imagens e som e nossa reserva técnica, que são os objetos. O Museu representa o santu√°rio da história local", reforça Edmeia Ribeiro.

Comunicar erro
LIFT DETOX 2 798 x90

Coment√°rios