magalu
uol

PGR pede para Polícia Federal ouvir Paulo Marinho em inquérito sobre Bolsonaro

Em entrevista a jornal, empres√°rio disse que Fl√°vio Bolsonaro foi avisado por delegado da PF de opera√ß√£o que deixaria Fl√°vio Queiroz em evidência. A Procuradoria [...]

Por Redação em 18/05/2020 às 11:59:13
Em entrevista a jornal, empres√°rio disse que Fl√°vio Bolsonaro foi avisado por delegado da PF de opera√ß√£o que deixaria Fl√°vio Queiroz em evidência. A Procuradoria Geral da República pediu neste domingo (17) que a Polícia Federal colha o depoimento do empres√°rio Paulo Marinho no √Ęmbito do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na PF.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o empres√°rio afirmou que o senador Fl√°vio Bolsonaro (PSL) foi avisado com antecedência por um delegado da PF sobre a deflagra√ß√£o da Opera√ß√£o Furna da On√ßa, que culminou na pris√£o de diversos parlamentares do estado do Rio em novembro de 2018.

O ofício enviado à delegada Christiane Correa Machado, do Servi√ßo de Inquéritos Especiais da PF no STF, pedindo a coleta de depoimento foi assinado pelo procurador Jo√£o Paulo Lordelo Guimar√£es, que é membro auxiliar do gabinete do procurador-geral da República, Augusto Aras.

No pedido, Guimar√£es também requer que a PF colha o depoimento de Miguel √āngelo Braga Grillo, chefe de gabinete de Fl√°vio. Ele solicitou ainda cópia do inquérito da PF que apurou as informa√ß√Ķes relacionadas à opera√ß√£o Furna da On√ßa.

Paulo Marinho, de 68 anos, foi um dos principais apoiadores da campanha presidencial de Bolsonaro e é suplente de senador de Fl√°vio.

Segundo ele, um delegado da Polícia Federal tentou entrar em contato com o senador Fl√°vio Bolsonaro por meio de telefone. O empres√°rio, no entanto, n√£o revelou o nome do delegado.

Ainda de acordo com as informa√ß√Ķes de Marinho, o coronel Miguel Braga, acompanhado do advogado Victor Alves e de Val Meliga, ex-presidente do PSL no Rio e irm√£ de dois milicianos, encontraram o delegado na porta da Superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, na Pra√ßa Mau√°, Zona Portu√°ria da cidade.

O empres√°rio afirma na entrevista que o delegado, identificando-se como adepto e simpatizante da campanha presidencial de Jair Bolsonaro, recomendou providências e essas vieram na forma das demiss√Ķes de Queiroz e sua filha, ambos exonerados no dia 15 de outubro de 2018.

Nathalia foi exonerada do cargo no gabinete de Jair Bolsonaro na C√Ęmara dos Deputados no mesmo dia em que Fabrício José Carlos de Queiroz foi exonerado do gabinete de Fl√°vio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Jair Bolsonaro venceu as elei√ß√Ķes no dia 28 de outubro e a Opera√ß√£o Furna da On√ßa foi deflagrada no dia 8 de novembro.

De acordo com Marinho, as revela√ß√Ķes foram feitas a ele pelo próprio Fl√°vio, em 13 de dezembro de 2018, quando a Furna da On√ßa j√° havia sido realizada.

Fonte: G1

magalu 2

Coment√°rios

magalu 3