magazine luiza 1 728 x 90
LIFT DETOX
CICATRIBEM

Blindada das √°guas: lancha resistente a fuzil e de visão termal reforça segurança no mar

Patrulha Costeira da Pol√≠cia Militar do Paran√° passa a atuar com a Aruanã 29-CM-P, embarcação militar de √ļltima geração projetada especificamente para o combate à criminalidade. Barco ser√° respons√°vel pela segurança de 39 comunidades ilhadas e ribeirinhas no Litoral.

Por Mauricio Santos em 01/07/2024 às 18:19:33
Blindada das águas: lancha resistente a fuzil e de visão termal reforça segurança no mar Foto: pmpr

Blindada das águas: lancha resistente a fuzil e de visão termal reforça segurança no mar Foto: pmpr

A Patrulha Costeira da Polícia Militar do Paran√° (PMPR) recebeu um reforço de peso no início de junho. Fruto de um investimento de mais de R$ 2,2 milhões, o Litoral agora conta com o barco Aruanã 29-CM-P, uma embarcação militar blindada de última geração projetada especificamente para o combate à criminalidade. Entre as principais novidades da embarcação estão o casco blindado, que é resistente a tiros de fuzil, e o sistema de visão termal, que usa o calor ambiente para identificar pessoas e outros barcos.

"É uma embarcação muito diferente em relação às outras que nós j√° temos pela estrutura dela. É um barco maior, mais potente, com o casco todo blindado, com v√°rios sistemas diferentes de imagem e localização que ajudam no trabalho policial", afirmou o comandante da Patrulha Costeira do 9¬ļ Batalhão da PMPR, o tenente Vinícius Szlanda.

O barco passa a integrar a estrutura do pelotão policial que é respons√°vel pela segurança das 39 comunidades ilhadas e ribeirinhas do Litoral do Paran√°, onde moram mais de 10 mil pessoas. Além disso, ele vai ajudar nas ações de combate ao tr√°fico internacional de drogas na região.

TECNOLOGIA – Por atuar em comunidades cujo acesso só é possível pela √°gua, uma embarcação moderna como a Aruanã 29-CM-P ajuda as equipes a se deslocarem com mais agilidade e a atenderem melhor à população. As tecnologias do barco também permitem um trabalho mais eficiente no combate à criminalidade, especialmente nas rondas ostensivas da patrulha.

A blindagem do casco é uma das mais eficientes que existem, resistindo a tiros de munição supersônica, que são tiros de fuzil e de calibre 7,62 milímetros, por exemplo.

A embarcação também opera com um sistema de navegação que, além de contar com GPS e sonar, também tem um radar, que permite o deslocamento do barco por instrumentos, e um transponder. "Isso permite que a gente consiga identificar com facilidade as embarcações que estão no nosso entorno", explicou o comandante da patrulha.

O sistema conta ainda com v√°rias câmeras integradas, que mostram no painel de controle imagens de alta definição e imagens termais. Com as câmeras termogr√°ficas, a imagem mostra os objetos a partir das diferenças de calor entre eles e o ambiente, sem depender das condições de luminosidade do local. Assim, ela consegue identificar uma pessoa ou uma outra embarcação mesmo com baixa visibilidade, como em uma perseguição noturna, ou em meio à fumaça ou névoa.

ROBUSTEZ – A nova embarcação tem 29 pés de comprimento, o que equivale a quase 9 metros, e pesa aproximadamente 4,9 toneladas. Com este tamanho, pode transportar oito tripulantes, com uma autonomia de cerca de sete horas.

Outra novidade é a pot√™ncia do barco, que é movido por dois motores de popa de 300 HP. "São quase 600 cavalos de pot√™ncia. Ela é bem mais potente do que as nossas outras embarcações, que t√™m dois motores de 150 cavalos", explica o comandante.

Por ter dois propulsores, a embarcação tem mais segurança nas operações e pode ir mais longe da costa, em um resgate ou em uma perseguição, por exemplo. O motor de popa também d√° mais mobilidade ao barco, facilitando o acesso às praias e comunidades ilhadas.

COSTA PARANAENSE – O Paran√° tem mais de 100 quilômetros de extensão de orla marítima entre as divisas com São Paulo e Santa Catarina. São, ao todo, 125 praias e balne√°rios, além de 57 ilhas. A Patrulha Costeira da Polícia Militar do Paran√° foi criada em 2019 para atender esta região. O pelotão tem um treinamento especial para ações em √°gua e em √°reas fechadas de mata.

Além das ações ostensivas na costa do Paran√°, o grupo também atua em trabalhos preventivos nas comunidades e repressivos às ações criminosas. A Patrulha Costeira ainda trabalha em apoio à Polícia Federal e à Marinha do Brasil, principalmente, em ações de combate ao tr√°fico de drogas no Porto de Paranagu√°.

HELICÓPTEROS – A aquisição da embarcação blindada para o Litoral do Paran√° faz parte de uma série de investimentos que o Governo do Estado tem feito para equipar os batalhões das forças de segurança do Paran√°. Em 2023, foram investidos R$ 16,5 milhões em dois helicópteros do Projeto Falcão. As aeronaves são equipadas com v√°rios sistemas de última geração que ajudam as forças de segurança do Paran√° em resgates, perseguições e operações policiais.

Um deles é o sistema MX-10, que fornece as imagens térmicas em alta resolução e zoom óptico, que permite identificar alvos a 15 quilômetros de distância, dependendo das condições clim√°ticas e do tamanho do objeto. Estes sensores são projetados especificamente para serem usados em aviões, helicópteros ou veículos aéreos não tripulados (VANTs).

Entre v√°rias operações realizadas pelas aeronaves, especialmente nas √°reas de fronteira, o sistema infravermelho foi fundamental para interceptar um helicóptero carregado com 243 kg de cocaína que voava fora do alcance de radares na região Noroeste do Estado e para prender o piloto. Um dia antes, um dos helicópteros do Projeto Falcão usou a câmera térmica para encontrar uma mulher que estava desaparecida em uma √°rea de mata de difícil visibilidade, em Guaíra.

As aeronaves também contam com óculos de visão noturna (OVN), alto-falante externo e farol de busca de alta performance, que ajudam na busca a alvos ou no apoio a equipes em terra em terrenos com baixa luminosidade e em √°reas de difícil visibilidade.

"Equipar nossas corporações faz parte da estratégia de fortalecer e integrar o trabalho policial em todo Estado para obtermos resultados cada vez melhores na redução dos índices de criminalidade", aponta o secret√°rio de Estado da Segurança Pública, Hudson Leôncio Teixeira.

INVESTIMENTOS – No mesmo pacote de investimentos em que a embarcação foi entregue à polícia, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar receberam mais de R$ 30,5 milhões em equipamentos, veículos leves, caminhões e ambulâncias. O Governo do Estado ainda anunciou que, ao longo de 2024, vai investir mais R$ 117 milhões em viaturas e outros veículos para as polícias e para os bombeiros - entre eles, as ambulâncias mais modernas do Brasil para o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emerg√™ncia (Siate). O aporte prev√™ também a compra de mais uma embarcação blindada para a polícia.

Na fronteira Oeste, o Estado inaugurou, em uma parceria com a Itaipu Binacional, a nova sede da 2¬™ Companhia do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron). No investimento de R$ 28,4 milhões estão inclusas duas embarcações semi-blindadas para atuar nas operações especiais que acontecem nos rios da região.

Comunicar erro
LIFT DETOX 2 798 x90

Coment√°rios

anuncie aqui