Com mais de 30 tiros, três são mortos em novo capítulo de guerra que aterroriza bairro de Curitiba

Oficialmente, a Polícia Civil n√£o confirma a existência de uma guerra no local. O delegado Tito Livio Barichello, porém, acredita que o crime de fato tem [...]

Por Redação em 22/01/2020 às 11:18:34

Oficialmente, a Pol√≠cia Civil n√£o confirma a exist√™ncia de uma guerra no local. O delegado Tito Livio Barichello, porém, acredita que o crime de fato tem rela√ß√£o com o tr√°fico de drogas. "Eles estavam em um local que é de consumo de drogas e inclusive h√° ind√≠cios de coca√≠na e crack. Infelizmente a popula√ß√£o tem medo de repres√°lias e n√£o nos auxilia com informa√ß√Ķes, mas temos mandados expedidos e estamos apurando todas as mortes", explicou.

O crime aconteceu em uma residência da Avenida do Canal, por volta das 22 horas.

A guerra no bairro Parolin teria come√ßado em novembro do ano passado e j√° provocou noites de bastante terror para os moradores. No √ļltimo dia 3, por exemplo, tiros de fuzil foram disparados e o seguran√ßa de uma obra, que estava na Rua Pernambuco, no bairro Gua√≠ra, acabou v√≠tima de uma bala perdida.

O estopim para a guerra teria acontecido no dia 7 de novembro, com a morte de um homem pela gangue rival. O respons√°vel por esta morte foi executado logo depois.

Qualquer informa√ß√£o que leve a pol√≠cia aos respons√°veis pelos crimes pode ser repassada anonimante à Divis√£o de Homic√≠dios e Prote√ß√£o à Pessoa (DHPP) pelo telefone 0800-6431-121.

magalu 2

Coment√°rios

magalu 3