magalu
uol
webhotel

Secretaria da Sa√ļde detecta segundo caso de H1N2 no Paran√°

Por Redação em 19/12/2020 às 14:34:35

Os pais levaram a garota para atendimento no Hospital Darcy Vargas, no dia 16 de novembro, com febre de 39¬ļC, dispneia, desconforto respiratório, coriza e dor de cabe√ßa. Foi coletada amostra para pesquisa de v√≠rus respiratório, avaliada com detec√ß√£o do v√≠rus como Influenza A pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).

Em seguida, a amostra foi e enviada para o Laboratório de Refer√™ncia Nacional, da IOC-Fiocruz do Rio de Janeiro, que fez o sequenciamento do genoma viral completo e com determina√ß√£o do subtipo H1N2. Como a ocorr√™ncia é de notifica√ß√£o compulsória, o Ministério da Sa√ļde vai comunicar à Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) e Organiza√ß√£o Pan-Americana da Sa√ļde (OPAS).

CONTROLE

Neste momento, profissionais das √°reas técnicas da Vigil√Ęncia em Sa√ļde do Paran√°, do Laboratório Central do Estado, Ministério da Sa√ļde, Ministério da Agricultura e Fiocruz articulam a√ß√Ķes de investiga√ß√£o e controle do caso.

Uma equipe do Centro de Informa√ß√Ķes Estratégicas em Vigil√Ęncia em Sa√ļde (CIEVS) e da Divis√£o de Vigil√Ęncia das Doen√ßas Transmiss√≠veis do Estado esteve, durante esta semana, em Rebou√ßas realizando a an√°lise retrospectiva do caso, coleta de novos materiais e pesquisa junto a rede de contatos da fam√≠lia da crian√ßa infectada. O trabalho teve apoio da Secretaria Municipal de Sa√ļde de Rebou√ßas e da 4¬™. Regional de Sa√ļde de Irati.

"Em meio à pandemia da Covid-19, qualquer novo v√≠rus com potencial epid√™mico identificado merece toda a aten√ß√£o e imediata implementa√ß√£o de medidas de preven√ß√£o e controle", afirma o secret√°rio de Estado da Sa√ļde, Beto Preto.

H1N2

O H1N2 é um subtipo do v√≠rus Influenza A e, neste momento, o Laboratório da Fiocruz faz a an√°lise filogenética para compreens√£o detalhada da cepa encontrada. "É uma medida fundamental, pois temos que trabalhar com todos os cen√°rios epidemiológicos e, inclusive, com a poss√≠vel emerg√™ncia do v√≠rus no hospedeiro humano. Espera-se que isso n√£o aconte√ßa e que o ciclo seja encerrado neste √ļnico contaminado", explica a coordenadora de Vigil√Ęncia Epidemiológica da Secretaria da Sa√ļde, Ac√°cia Nasr.

SENTINELA

O Paran√° realiza dois tipos de Vigil√Ęncia para as viroses respiratórias: com coletas semanais de amostras de pessoas que apresentam sintomas de s√≠ndrome gripal nas 34 unidades sentinelas da Secretaria da Sa√ļde e com a coleta obrigatória de material de pacientes internados em decorr√™ncia de S√≠ndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

"No Estado, todo paciente que interna, seja em UTI ou leito de enfermaria, com suspeita de s√≠ndrome gripal ou com s√≠ndrome respiratória aguda grave, realiza a coleta", informa Ac√°cia. "Ent√£o, com estes dois tipos de coletas, nas unidades sentinelas e nas unidades de interna√ß√£o, desenvolvemos um painel de pesquisa para 15 v√≠rus respiratórios; trata-se do painel mais extenso do pa√≠s e por esta raz√£o o trabalho de monitoramento desenvolvido aqui é modelo nacional", complementou a diretora-técnica do Lacen-PR, Irina Riediger.

Comunicar erro
magalu 2

Coment√°rios

magalu 3