magalu

PolĂ­cia prende suspeito de assassinar homossexuais em Curitiba

Homem foi encontrado no bairro do Capão Raso, na manha deste såbado (29). Ele também é suspeito de ter matado um homem em Abelardo Luz, Santa Catarina.

Por Redação em 29/05/2021 às 11:46:26
A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu o suspeito de três latrocínios contra homossexuais ocorridos entre os dias 16 de abril e 4 de maio deste ano, em Curitiba, no Paraná, e em Abelardo Luz, no est

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu o suspeito de três latrocínios contra homossexuais ocorridos entre os dias 16 de abril e 4 de maio deste ano, em Curitiba, no Paraná, e em Abelardo Luz, no est

A Polícia Civil do ParanĂĄ (PCPR) prendeu o suspeito de trĂȘs latrocínios contra homossexuais ocorridos entre os dias 16 de abril e 4 de maio deste ano, em Curitiba, no ParanĂĄ, e em Abelardo Luz, no estado de Santa Catarina (SC). A captura aconteceu neste sĂĄbado (29), no bairro CapĂŁo Raso, em Curitiba.

O indivíduo é suspeito de ter matado David Júnior Alves Levisio, no dia 27 de abril e Marco Vinício Bozzana da Fonseca, morto no dia 4 de maio, ambas as ocorrĂȘncias na capital paranaense. Ele também é suspeito do latrocínio de Robson Olivino Paim, no dia 16 de abril, em Abelardo da Luz (SC).

Ainda no dia 11 de maio, suspeita-se que o homem tentou matar mais um homossexual, no bairro Bigorrilho, em Curitiba. Na ocasiĂŁo, a vítima conseguiu resistir ao ataque, mas teve alguns bens subtraídos.

CRIME- As trĂȘs vítimas eram homossexuais e moravam sozinhas. Os trĂȘs homens foram encontrados mortos na cama de suas residĂȘncias com sinais de asfixia e tiveram pertencentes subtraídos.

De acordo com as investigaçÔes, o suspeito marcava os encontros por aplicativos de relacionamento entre homossexuais. Em um primeiro momento, o indivíduo trocava fotos com as vítimas e posteriormente se deslocava até a residĂȘncia, ao chegar no local as estrangulava. Após o sufocamento as cobria com cobertas.

INVESTIGAÇÃO- Inicialmente os casos foram tratados como homicídio, porém foram identificados pertences subtraídos dos locais.

Após investigaçÔes de alta complexidade, foram realizadas diligĂȘncias para identificar o suspeito e em sequĂȘncia capturar o indivíduo. Durante as investigaçÔes a PCPR ainda contou com o apoio da Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC).

Comunicar erro
magalu 2

ComentĂĄrios

magalu 3