magalu

Obra de casas populares vai beneficiar 26 famílias de Prado Ferreira

As moradias são destinadas às famílias com renda mensal de um a seis salários mínimos. O projeto oferece facilidades na compra dos imóveis, e o investimento é de R$ 4,8 milhões, por meio do Governo do Estado.

Por Redação em 02/06/2021 às 17:41:12

O Residencial Prado Ferreira I faz parte do programa Casa Fácil Paraná e está recebendo um investimento de R$ 4,8 milhões, por meio do Governo do Estado. Os interessados em participar do processo de seleção devem inscrever-se no SITE.

A autorização para o início da obra ocorreu nesta terça-feira (1), por videoconferência. Os detalhes para início dos trabalhos foram discutidos na chamada "reunião de partida das obras", com funcionários da sede e do escritório regional da companhia de Londrina, além de representantes da construtora.

"Temos uma parceria com a prefeitura, através do CRAS, para auxiliar as famílias que possuem dificuldades no cadastro", explica o coordenador da regional de Londrina, Fábio Henrique da Silva.

Ainda de acordo com ele, o atendimento será feito por agendamento, para evitar aglomeração. "O telefone para fazer o agendamento é o 43 3244-1503", diz. O endereço do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) fica na Rua Bahia, 364.

Quem já possui cadastro no sistema da companhia nos últimos dois anos está automaticamente habilitado a participar do processo. É necessário, porém, atualizar dados como renda, telefone, endereço, e-mail e estado civil, caso tenham ocorrido mudanças desde a realização da inscrição.

OBRA – O prazo para a execução da obra é de dois anos, com previsão de entrega para março de 2023. "A partir da data de reunião de partida, a construtora já entra em ação", afirma o coordenador.

São 26 unidades de 43 m² a 50 m² e modelos adaptados para pessoas com deficiência. Cada unidade conta com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa. Os imóveis são financiados pela Cohapar.

FACILIDADES - O financiamento poderá ser quitado em até 360 meses, sem cobrança de entrada e com juros reduzidos. A comercialização das unidades será feita para famílias com renda até seis salários mínimos, cuja seleção será iniciada logo após a conclusão das obras.



Comunicar erro
magalu 2

Comentários

magalu 3