magalu

Secretaria da Sa√ļde mobiliza servidores para doar sangue no local de trabalho

Dos 80 candidatos que trabalham no pr√©dio da secretaria em Curitiba, todos puderam doar. O n√ļmero de coletas chegou perto do volume realizado por dia na unidade fixa do Hemepar na Capital, que recebe, em m√©dia, 100 bolsas de sangue diariamente.

Por Redação em 23/09/2021 às 17:57:10
Secretaria de Estado da Saúde mobiliza servidores para doação de sangue. Foto:Arquivo/AEN

Secretaria de Estado da Saúde mobiliza servidores para doação de sangue. Foto:Arquivo/AEN

Uma equipe do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paran√° (Hemepar) esteve nesta quinta-feira (23) no prédio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), em Curitiba, para a doa√ß√£o de sangue dos funcion√°rios. É a primeira vez que a a√ß√£o acontece. Dos 80 candidatos, todos puderam doar. O número chegou perto das doa√ß√Ķes realizadas por dia na unidade fixa do Hemepar na Capital, que recebe, em média, 100 bolsas de sangue diariamente.

O servidor Amauri Cesar Maximiano, coordenador da contabilidade da Secretaria, aprovou a iniciativa de coleta de sangue dentro do local onde trabalha. Ele contou que nunca havia doado sangue. "Foi a primeira vez. Tem muita gente que precisa, e a equipe vindo até ao local é um incentivo a mais".

O Hemepar é respons√°vel pela coleta, armazenamento e distribui√ß√£o de sangue para 385 hospitais públicos, privados e filantrópicos, além de atender 92,8% de leitos Sistema Único de Saúde (SUS). Para manter o estoque adequado do banco de sangue s√£o necess√°rias muitas doa√ß√Ķes.

O ideal é que cada pessoa doe sangue pelo menos duas vezes ao ano. Homens podem doar a cada 60 dias, com até quatro doa√ß√Ķes no período de 12 meses. Para mulheres o intervalo é de 90 dias, com limite de tr√™s doa√ß√Ķes e no período de 12 meses.

"A iniciativa do movimento para a doa√ß√£o tem como objetivo ajudar o Hemepar, que est√° com dificuldades em conseguir doadores. Às vezes, as pessoas n√£o v√£o pelo deslocamento. Trazendo a equipe até aqui, o incentivo é maior", destaca a respons√°vel do Grupo de Recursos Humanos Setorial (GRHS) da Sesa, Shirley Terezinha Folador.

Antes da pandemia, em 2018, foram coletadas 184.406 bolsas, dos 220.519 candidatos à doa√ß√£o. Em 2019, foram mais de 186 mil bolsas e 221.134 candidatos. No ano passado o número caiu para 170.090 bolsas de sangue coletadas e 199.341 candidatos à doa√ß√£o.

Neste ano, até o final de agosto, a institui√ß√£o contabilizou 113.617 bolsas e 131.175 candidatos nas 22 unidades da Hemorrede. Na tentativa de melhorar o número de bolsas coletadas, o órg√£o adaptou todo o fluxo de atendimento para trazer seguran√ßa na preven√ß√£o da Covid-19 no momento da doa√ß√£o.

O agendamento é online, com o atendimento de oito pessoas a cada meia hora para evitar aglomera√ß√Ķes, com utiliza√ß√£o de √°lcool gel e profissionais que atuam no atendimento devidamente protegidos.

"Precisamos de doa√ß√£o. Nosso estoque de plaquetas e hem√°cias est√° muito baixo. A ajuda da popula√ß√£o é fundamental, podendo desta forma salvar vidas", afirmou a diretora-geral do Hemepar, Liana Labres de Souza.

De acordo com ela, neste período de pandemia, sem cirurgias eletivas e sem trauma, a institui√ß√£o precisa de 110 bolsas por dia para atender os 42 hospitais de Curitiba e Regi√£o Metropolitana. Com trauma, o número passa para 130 – quantidade que sobe para 180 bolsas diariamente considerando cirurgias eletivas e trauma.

PARA DOAR –É necess√°rio ter entre 16 e 69 anos completos (menores de idade com autoriza√ß√£o e presen√ßa do respons√°vel legal); pesar no mínimo 51 quilos; estar descansado, alimentado e hidratado (evitar alimenta√ß√£o gordurosa nas quatro horas que antecedem a doa√ß√£o); apresentar documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilita√ß√£o).

Pessoas imunizadas contra a Covid-19 podem fazer doa√ß√Ķes de sangue normalmente, desde que aguardem o período estipulado para cada tipo de vacina. Durante a vig√™ncia da pandemia, doadores acima de 59 anos completos dever√£o, preferencialmente, permanecer em suas resid√™ncias.

APLICATIVO – O Hemogram, disponível nas plataformas do Google, é um aplicativo colaborativo desenvolvido pelo Instituto das Cidades Inteligentes, com o objetivo de promover e incentivar a doa√ß√£o de sangue. A inten√ß√£o é fortalecer o la√ßo entre a popula√ß√£o e as organiza√ß√Ķes de saúde que mant√™m os bancos de sangue, os postos de coleta e redes de distribui√ß√£o vinculados ao Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paran√° (Hemepar).

Comunicar erro
magalu 2

Coment√°rios

magalu 3