magalu
uol
webhotel

Vida de jornalista - Ocorrência policial ossada humana e veiculo apreendido

Por Redação em 02/06/2020 às 14:16:01

O jornalista Mauricio Santos depois de receber uma informação que viaturas do IML, POLICIA CIVIL E POLICIA MILITAR, estavam próximo na região da beira lago , local exato conhecido como boca do tubo, o jornalista foi até o local, estacionou o veiculo onde pescadores, turistas,populares todos estacionam, local sem placas ou faixas de proibição, local esse no fim do perímetro urbano do município de ALVORADA DO SUL, uma cidadinha do norte do estado com aproximadamente 10 mil habitantes.

O jornalista saiu do veiculo se aproximou das viaturas e começou fazer seu trabalho constitucional de informar a população, tirou algumas fotos, conversou com policias civis, quando no meio da ocorrência o jornalista percebeu que o Policial Militar de Alvorada do Sul com iniciais do nome (F), caminhando aproximadamente 200 metros, largando seu parceiro na ocorrência da ossada humana que de fato ocorreu por falta de policiamento ostensivo, voltando ao policial, o mesmo foi até o veiculo do jornalista ficou dando voltas no veiculo, o jornalista ficou fazendo seu trabalho normal ciente que não havia cometido crime algum, mais desconfiado de uma suposta perseguição por parte do policial, foi até o veiculo, chegando ao local se identificou com as credenciais de imprensa para o policial que respondeu "" e daí "", documento do veiculo e habilitação, ciente que o veiculo estava estacionado em um local normal e comum desconfiou da abordagem que estava estranha, mais foram fornecidos os documentos solicitados.

O veiculo estava com débito no valor de R$ 102,71, não foram pagos por esquecimento esse foi o maior erro do jornalista, o policial de forma totalmente fora dos patrões pediu para o jornalista entrar atrás da viatura ali onde os bandidos são levados, mais na hora o jornalista pensou, " isso vai ser uma boa história", e entrou foi até o destacamento policial o povo da cidade chama de delegacia, mais delegacia é o local de policiais judiciais mais conhecidos como policiais civis, dentro do destacamento o jornalista tentou conversar com CABO, o superior do momento pediu para aplicar as multas e liberar o veiculo que é uma ferramenta de trabalho, o superior disse que ""aqui agente prende até veiculo de traficante"", pensei, eu será que ele esta me comparando com algum bandido?.

O jornalista falou então multa o veiculo que até assino as multas, ciente que os valores iria contribuir com o estado.

Dentro do destacamento teve um momento tenso, o jornalista dizendo que conhecia algumas operações do Cabo que de fato ele era uma pessoa honesta, novamente aparece o soldado (F), afirmando ,"o que você quer dizer com isso?"," "só ele é honesto é isso?",jornalista querendo da risada com a postura de agente público da segurança, disse, "não conheço você, conheço a historia do seu superior'', o superior pediu calma ao soldado que ali estava.

O jornalista assinou as multas levou mais de 10 pontos da CNH deve um prejuízo financeiro de aproximadamente de R$ 600,00 , mais não deixou sua obrigação constitucional de informar a população de lado.

Por que o jornalista acha que foi uma perseguição do soldado (F)?

Soldado estava em uma ocorrência grave de um descobrimento de ossada humana, com um monte papelada para assinar etc.

Policial teve tempo em uma ocorrência grave de largar seu parceiro para verificar o veiculo que sabia que era de um jornalista.

Local sem placas de sinalização alguma.

Local próximo a zona rural e um local de pesca que diariamente tem vários veículos e nunca foram apreendidos ou multados.

Ciente que o município tem pessoas sem CNH conduzindo veículos.

Menores de idade conduzindo motos e veículos no município.

Veículos, ônibus, caminhões em péssimas condições circulando dentro do município.

Ciente de todos esses fatos que ocorre dentro do município o Jornalista tem a convicção que foi mais uma vitima de perseguição policial, não da corporação Policia Militar e sim de um soldado funcionário do estado.

O importante de tudo é sempre se manter firme e está preparado para o pior, porque perseguições políticas e policiais existem somente uma imprensa livre e independente para combater.

magalu 2
magalu 3