div data-mvc-banner="leaderboard">

Bolsonaro decide 'implodir' o Inmetro e anuncia demissão de toda a diretoria do órgão

Presidente disse no Guaruj√° que motivo foi determina√ß√£o de troca de tacógrafos, o que, segundo ele, prejudicaria taxistas. Presidente do Inmetro j√° havia sido [...]

Por Redação em 23/02/2020 às 10:01:03


Presidente disse no Guaruj√° que motivo foi determina√ß√£o de troca de tacógrafos, o que, segundo ele, prejudicaria taxistas. Presidente do Inmetro j√° havia sido exonerada no último dia 17. O presidente Jair Bolsonaro durante visita a supermercado no Guaruj√° (SP)

Marcela Pierotti/G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste s√°bado (22) que decidiu "implodir" o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e anunciou a demiss√£o de toda a diretoria do órg√£o.

O Inmetro é a autarquia federal respons√°vel por executar políticas nacionais de metrologia, fiscalizar o cumprimento de normas técnicas, métodos e instrumentos de medi√ß√£o e unidades de medida.

Bolsonaro deu a declara√ß√£o na porta de um supermercado no Guaruj√° (SP), para onde viajou nesta sexta (21) a fim de passar o feriado de carnaval no Forte dos Andradas, base militar do Exército. A fala foi transmitida ao vivo pelo perfil do presidente em uma rede social. Pela manh√£, Bolsonaro foi a estabelecimentos comerciais da cidade, no litoral paulista. Além de visitar dois supermercados, esteve em uma padaria, onde tomou café.

"Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora. Por quê? H√° poucos meses assinaram portaria para trocar tacógrafos. Em vez de ser o normal que est√° aí, inventaram um digital. Ele é aferido de dois em dois anos. Passaram para um. Mandei acabar com isso aí", declarou.

O tacógrafo é um instrumento que indica e registra dados sobre a condu√ß√£o dos veículos, como dist√Ęncia percorrida, velocidade desenvolvida e tempos de parada e dire√ß√£o.

Segundo Bolsonaro, a portaria do Inmetro iria prejudicar taxistas. "Come√ßou no Rio, n√£o sei se veio para S√£o Paulo, trocar os taxímetros. Mas por quê? Quatrocentos cada um. Os tacógrafos, 1.900. Multiplique por milh√Ķes de veículos que mexem com tacógrafos. T√°xi só no Rio s√£o 40 mil", disse.

Uma das mudan√ßas a que o presidente se refere é uma portaria de agosto de 2019 que prevê uma nova regra para padroniza√ß√£o de sensores de velocidade utilizados em taxímetros.

Por isso, afirmou, decidiu "cortar a cabe√ßa de todo mundo". De acordo com Bolsonaro, foram demitidos a "presidente e uma meia dúzia da diretoria".

"N√£o estou acusando ninguém de fazer nada errado. Mas ficamos com... Foram demitidos mais pelo excesso de zelo. Aí complicou para eu engolir essa iniciativa deles", declarou.

Na última segunda-feira (17), o "Di√°rio Oficial da Uni√£o" j√° havia publicado a exonera√ß√£o da presidente do Inmetro, Angela Flores Furtado, substituída pelo coronel do Exército Marcos Heleno Guerson de Oliveira Júnior.

Angela Flores havia sido indicada ao cargo por Carlos da Costa, secret√°rio de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, ao qual o instituto é subordinado.

O G1 procurou a assessoria da Secretaria Especial de Produtividade e, até a última atualiza√ß√£o desta reportagem, aguardava uma manifesta√ß√£o sobre as demiss√Ķes. Também procurou a assessoria do Inmetro, mas n√£o conseguiu obter contato.

Além da presidência, o Inmetro tem seis diretorias: Diretoria de Administra√ß√£o e Finan√ßas; Diretoria de Avalia√ß√£o da Conformidade; Diretoria de Metrologia Aplicada às Ciências da Vida; Diretoria de Metrologia Científica e Tecnologia; Diretoria de Metrologia Legal e a Diretoria de Planejamento e Articula√ß√£o Institucional.

Fonte: G1

Tags:   G1
magalu 2

Coment√°rios

magalu 3