magalu
uol

Homem é preso e diz que matou chefe por causa de R$ 350

De acordo com a polícia, o motociclista foi encontrado após investiga√ß√Ķes que come√ßaram no final de fevereiro. A pris√£o aconteceu no bairro Guarituba, em [...]

Por Redação em 30/04/2020 às 16:55:41

De acordo com a pol√≠cia, o motociclista foi encontrado após investiga√ß√Ķes que come√ßaram no final de fevereiro. A pris√£o aconteceu no bairro Guarituba, em Piraquara, na Regi√£o Metropolitana de Curitiba (RMC).

Em entrevista à Banda B, a delegada Tathiana Guzella explicou que o crime aconteceu devido a essa d√≠vida trabalhista, de R$ 350, que a v√≠tima possu√≠a com o atirador. "Acompanhado de seu procurador, o motociclista confessou o crime e a motiva√ß√£o. A d√≠vida seria relacionada a um ou dois dias de servi√ßo que ele teria prestado", explicou.

Segundo Guzella, o detido foi ao posto para reabastecer a moto. Após o atendimento, a v√≠tima teria pedido ao dono do posto para que o abastecimento fosse retirado de seu pagamento, o que n√£o foi permitido. A v√≠tima, ent√£o teria obedecido ordens e retirado o combust√≠vel inserido na moto, o que deixou o atirador furioso. "Ele foi até em casa, se armou e retornou ao posto. L√°, efetuou diversos disparos contra Alexandre", disse Guzella.

No interrogatório realizado nesta manh√£ (30), o motociclista preso comentou o episódio. "Ele sabia que a negativa desta "pendura" do combust√≠vel teria sido feita pelo propriet√°rio do posto. A v√≠tima j√° nem esperava mais e achou que a quest√£o j√° havia se resolvido naquele momento. Quem toma uma atitude dessas, de retornar após uma confus√£o, só posso imaginar que seja, no m√≠nimo, uma pessoa fria", concluiu.

Pris√£o

Na semana seguinte após o crime, a Pol√≠cia Civil j√° tinha a identifica√ß√£o do autor. Neste momento, a DHPP j√° havia entrado com o pedido de pris√£o e o mandado de busca e apreens√£o domiciliar na Justi√ßa. O homem foi encontrado pela pol√≠cia nesta quarta-feira (29), depois de diversas tentativas de localiz√°-lo nos endere√ßos dos registros da própria DHPP.

Autuado por homic√≠dio qualificado, o homem preso pode pegar uma pena que varia de 12 à 30 anos de pris√£o.

Veja abaixo como o crime ocorreu

Fonte: banda B/Veja Paran√°

magalu 2

Coment√°rios

magalu 3